Sinopse: O Natal é uma época para a família, em que os membros que não se vêem há muito tempo, se reúnem à mesa, partilham histórias, sonhos, alegrias e uma refeição tradicional. Mas neste Natal a ceia é tudo menos convencional. Uma delícia que poucos têm oportunidade de provar. 
Um jovem aborrecido e descontente, em busca de aventuras nocturnas numa casa perdida à beira-rio, irá encontrar muito mais que prendas debaixo da árvore de Natal. 
Uma refeição pode esconder muito segredos...

OpiniãoNo espírito da época natalícia, decidi que era uma boa altura para ler um conto de uma autora portuguesa, e que conto melhor do que um que um conto natalício?
Não estava familiarizada com os trabalhos da autora Ana C. Nunes ou com a sua escrita, no entanto, achei-a fluída e cativante e, a verdade, é que se lê o conto em três tempos. Confesso, contudo, que não apreciei o título ou a capa, no entanto, o facto de ser narrado na primeira pessoa facilita o avanço na leitura.
Esperava algo ligeiramente mais natalício mas, fiquei surpreendida com a conclusão, pelo rumo drástico que a história tomou e pelo aspecto fantasioso. Tudo o que eu pensava que seria, caiu-me ao chão nas poucas páginas que o conto durou. Fiquei presa à leitura até à conclusão do mesmo que, como disse, durou pouco.
Porém, apesar da surpresa, preferia que houvesse mais elementos de terror, mais da sensação de paranóia que provocam os contos ou livros do mesmo género. Por outro lado, a ideia final do livro, deu-me a sensação de que podia ser mais explorada. Talvez num conto maior. Talvez num stand-alone.
Outros títulos da autora: 
*A Última Ceia
*Anjo Gabriel - Pacto de Sangue
*Um Toque de...


Deixe um comentário

Tens uma opinião? 3,2,1 GO